Como investir nos títulos públicos americanos?

Investir no exterior é uma das estratégias usadas para proteger o patrimônio das instabilidades na economia nacional. Nesse sentido, os investimentos que possuem menor risco podem trazer mais segurança para a carteira, como é o caso dos títulos públicos americanos.

Portanto, eles podem ajudar a diversificar geograficamente os seus investimentos e equilibrar os riscos. Porém, antes de se expor ao mercado norte-americano, é importante conhecer as particularidades desses títulos e saber se eles fazem sentido para seu perfil e objetivos.

A seguir, você saberá quais são as principais características dos títulos públicos americanos e como investir neles. Confira!

O que são títulos públicos americanos?

Os títulos públicos americanos são obrigações de dívida emitidas pelo Governo dos Estados Unidos, por meio do Departamento do Tesouro, para arrecadar recursos e financiar as suas despesas. Por serem investimentos garantidos pela maior economia mundial, eles possuem baixo risco de crédito.

Além disso, os títulos públicos americanos são investimentos de renda fixa. Isso significa que o investidor já sabe quais são as regras de remuneração no momento da aplicação. Essas aplicações também podem ser classificadas em tipos, conforme a data de vencimento.

Veja só:

  • Treasury Bills (T-Bills): curto prazo, com vencimento de até 1 ano;
  • Treasury Notes (T-Notes): médio prazo, com vencimento de 2 a 10 anos;
  • Treasury Bonds (T-Bond): longo prazo, com vencimento de 20 a 30 anos;
  • Treasury Inflation Protection Securities (TIPS): longo prazo, com vencimento de até 30 anos.

Como funcionam os títulos públicos americanos?

Agora que você entendeu o que são títulos públicos americanos, vale aprender como é o funcionamento desses investimentos. Como vimos, eles são emitidos pelo Governo americano como um instrumento de captação de recursos.

Assim, ao comprar títulos americanos, o investidor estará emprestando dinheiro para os EUA com a promessa de recebimento do valor aplicado acrescido de uma remuneração.

Essa rentabilidade varia conforme o tipo de título, podendo ser:

  • prefixada: taxa fixa definida previamente, o que permite calcular o valor que será resgatado no momento da compra do título;
  • pós-fixada: rentabilidade atrelada a um indicador financeiro de inflação-. Dessa forma, você só saberá o total de retorno da aplicação no resgate ou vencimento.

Em relação ao pagamento, os rendimentos podem ser resgatados no vencimento ou periodicamente, a cada seis meses. Nesses últimos, o investidor não precisará esperar até o prazo final para receber os seus lucros, tendo uma fonte de renda passiva.

Por que incluir esses títulos na sua carteira?

Após entender o que são e como funcionam os títulos públicos americanos, muitos investidores ficam em dúvida se vale a pena ou não fazer o investimento. Para fazer a escolha certa, diversos fatores devem ser considerados na hora de tomar a sua decisão.

Um dos pontos que devem ser avaliados são as vantagens que eles podem trazer para você. Como os títulos são garantidos pelo Governo americano, eles tendem a trazer mais segurança para a sua carteira do que as alternativas emitidas por outros países.

Além disso, esses produtos podem contribuir com a diversificação, reduzindo os riscos dos seus investimentos. Afinal, os títulos públicos americanos permitem a dolarização da carteira. Desse modo, é possível proteger o seu portfólio contra as crises que afetam o mercado brasileiro.

Quais os riscos associados a esse tipo de investimento?

Tão importante quanto conhecer as vantagens de investir em títulos públicos americanos é entender quais são os riscos associados a esse tipo de investimento. Assim, você terá mais condições para decidir se deve ou não incluir esses títulos na sua carteira.

O principal risco na renda fixa é o de crédito. Ele se refere à possibilidade de o emissor não arcar com o pagamento. Contudo, como os títulos são emitidos pelo Governo dos EUA, esse risco é considerado muito baixo.

Ainda, há o risco de liquidez. Ele está associado ao grau de dificuldade em vender os títulos no momento desejado. Nesse caso, existem opções que não permitem o resgate antes do vencimento. Assim, a liquidez pode ser baixa.

Quando investir em títulos públicos americanos?

Outro ponto relevante para a sua tomada de decisão é entender quando vale a pena investir em títulos americanos. Para isso, você deve analisar as condições do mercado americano. Em especial, se os juros do país estão em alta.

Quando isso acontece, os títulos públicos americanos tendem a oferecer taxas mais atrativas para os investidores nacionais ou internacionais. Assim, ao comprar esses títulos em cenários de alta, é possível ter rendimentos maiores do que em outros contextos.

Além da curva de juros, é necessário considerar o seu perfil de investidor e os seus objetivos financeiros para avaliar o investimento. Vale lembrar que os títulos públicos americanos fazem parte da renda fixa. Portanto, eles podem fazer sentido para perfis que buscam mais segurança.

Quanto aos objetivos, os títulos públicos americanos podem se adequar aos diferentes sonhos financeiros. Isso porque há grande variedade, com prazos distintos. Assim, é possível encontrar opções que se alinham a metas variadas.

Como investir nos títulos públicos americanos?

Como você viu, os títulos públicos americanos são investimentos internacionais que estão disponíveis no mercado americano. Logo, para investir diretamente neles, é necessário ter conta no exterior, realizar o câmbio e aportar o seu dinheiro.

Porém, também é possível ter acesso aos investimentos do exterior por meio das alternativas disponíveis no mercado brasileiro, como os ETFs (exchange traded funds) de bonds. Eles são fundos de investimento que replicam uma carteira teórica de um índice ligado aos títulos públicos norte-americanos.

Outra opção de investimento internacional no Brasil são os BDRs (brazilian depositary receipts) ou certificados de depósito de valores mobiliários. Eles podem ser lastreados em ativos como ações, ETFs ou bons. Com eles, você também pode investir em títulos públicos americanos.

Agora você sabe o que são os títulos públicos americanos e as suas principais características. Dessa forma, pode avaliar se o investimento vale a pena. Caso decida investir neles, lembre-se que é possível se expor a esses títulos por meio do mercado brasileiro!

Você tem dúvidas sobre o assunto? Deixe um comentário!